Cirurgia às Orelhas

As orelhas proeminentes ou orelhas de abano são uma das malformações congénitas mais frequentes e são uma anomalia localizada na cartilagem auricular.

Em alguns casos a deformação deve-se a uma falta de prega da cartilagem na zona de anti-hélix que dá a aparência de uma orelha extremamente estendida e plana, outros casos a cartilagem está muito desenvolvida na sua porção de união com o crânio o que dá a impressão que as orelhas estão demasiados separadas da cabeça e projetadas para os lados.

A otoplastia é uma técnica que permite resolver cirurgicamente estes casos e é sempre aconselhado realizar esta intervenção a partir dos 6-7anos já que nesse momento as orelhas já estão completamente desenvolvidas e com isto vai-se evitar muitos complexos.

Existe uma nova técnica sem cirurgia para as orelhas de abano que se chama EARFOLF,e o cirurgião indicará a técnica mais apropriada para cada caso particular.

Procedimento

Estão descritas numerosas técnicas para a correção de orelhas em abano, mas o método mais usual consiste em fazer uma incisão por trás da orelha até chegar a zona da cartilagem que apresenta falta de curvatura. Aqui fragilizamos a cartilagem e colocamos uns pontos de material não reabsorvível que dobram a orelha de um modo natural, corrigindo a deformidade. No caso dos pacientes que apresentam também um defeito a nível da concha, colocamos outros pontos que dobram esta parte da cartilagem para trás. Com isto consegue-se diminuir o ângulo que forma a orelha com a parte posterior do crânio.

Também existe a cirurgia do lóbulo da orelha que se pode reduzir e tornar mais harmonioso ou corrigir o seu afastamento da face.

A cirurgia é feita sob anestesia local em adultos e anestesia geral em crianças, não requer internamento, e demora 1,5-2h.

Um benefício importante da otoplastia é a segurança do procedimento, poucas cirurgias estéticas têm tão poucos riscos e um impacto tão positivo na vida dos pacientes.

Estudos demonstraram que nas pessoas com orelhas de abano a autoestima é mais baixa e as crianças muitas vezes enfrentam o problema desenvolvendo personalidades introvertidas. Graças a uma cirurgia muito simples pode-se reverter esses problemas.

Pré-Operatório

Os exames médicos prévios são imprescindíveis para se detetar qualquer anomalia que possa contraindicar a cirurgia.
No caso das crianças é aconselhável realizar a cirurgia a partir dos 6 anos.

Pós-operatório

O paciente leva uma ligadura acolchoada que vai usar durante 24h, no momento de retira-la as orelhas apresentarão uma inflamação e vermelhidão que desaparecerá nos dias seguintes. Durante a primeira semana a seguir à cirurgia irá usar uma banda elástica dia e noite para evitar traumatismos ou gestos bruscos, na 2º semana irá usar apenas para dormir.

Os pontos de sutura serão retirados aos 8 dias, enquanto isso o paciente poderá lavar o cabelo com extremo cuidado para não afectar a ferida operatória.

Em certas ocasiões pode haver uma diminuição de sensibilidade que irá sendo recuperada em pouco tempo.

Perguntas frequentes

A partir de que idade é aconselhada a otoplastia?

A partir dos 6 anos para se evitar estigmas da diferença, complexos e vergonha.

Quanto tempo demora a cirurgia?

Trata-se de uma cirurgia muito rápida que no máximo demora 1h30 a 2h.

É necessário anestesia geral?

Pode-se fazer a cirurgia perfeitamente com anestesia local, mas como a maioria dos pacientes são muito jovens aconselhamos anestesia geral.

A cirurgia vai deixar cicatrizes?

As cicatrizes são o resultado inevitável de qualquer cirurgia. O seu cirurgião fará todos os esforços para que a cicatriz final seja o menos visível possível. Assim as cicatrizes são colocadas nas linhas cutâneas naturais e vão tornando-se menos perceptíveis com o passar do tempo. Neste caso particular da otoplastia, as cicatrizes ficam colocadas no sulco entre o pavilhão auricular e a cabeça, completamente invisíveis.

Qual a melhor idade para fazer a intervenção numa criança?

A Otoplastia é o procedimento de cirurgia plástica mais executado em crianças. O desenvolvimento total das orelhas dá-se por volta dos 5-6 anos, dai que esta é a melhor idade, sobretudo porque é a altura em que vão entrar para a escola e em que poderão ser apontadas pelos colegas que nestas idades são muito observadores e por vezes cruéis.

Quando se poderá fazer a vida normal?

Ao fim de uma semana com exceção de exercício físico que só ao fim de 3 semanas.

É doloroso?

Não especialmente, pode ser doloroso ao contacto ou pressão apenas no primeiro mês.

Antes e depois




Marque já a sua consulta